terça-feira, 11 de janeiro de 2011

O cuzinho da minha perdição...

Melhor que um... só mesmo dois!



Pois é, ontem o meu amante voltou, após alguns (bem longos...) dias de ausência e é claro que tive que ir ter com ele para matar saudades daquele pau delicioso!
Guloso como ele é, as primeiras boas-vindas foram logo dadas às mamas, que estavam deliciosamente semi-expostas numa camisola preta de decote a deixar antever o vale entre elas.

Passou uma mão sobre uma delas, apalpando-a e pondo-a a descoberto para , logo de seguida, levantar a camisola, o soutien, e cair de boca nela. a língua molhada roçou o biquinho, molhou, lambuzou, mordeu-mo, deixando-me ainda mais desejosa e sequiosa dele todo!

E as minhas mãos também já a escorregarem para as calças dele, onde o pau já estava bem inchado, teso, pronto para se enterrar todo em mim, para me satisfazer, para saciar toda a minha fome de todos estes dias!

Subi a saia pelas pernas acima e sentei-me nele, sentindo toda a sua carne dura entrar em mim, centímetro a centímetro, a minha coninha molhada a acolhê-lo bem gulosa! E que bem que aquele pau se encaixou em mim, fodendo-me e enchendo-me; as bordinhas a chapinharem de tão molhadas estarem!

Mas o apetite dele era outro. Então levantou-me um pouco, ajeitou-me melhor e fez-me voltar a descer, mas desta vez para se encaixar no meu cuzinho. E que sensação é sentir todo aquele pau entrar por mim adentro, no meu buraquinho mais apertado! E as mãos dele a puxarem-me! A apertarem-me contra ele! E eu a vir-me! E a vir-me!

E a tesão de todos estes dias já era tanta que ele também acabou por se esporrar a meio dos meus orgasmos! Mas ainda coroou a noite, pois ainda o esfreguei a seguir e, como ainda estava sensível, aquele belo pau ainda deu sinal de vida e brindou-me com mais uma fantástica esporradela nas mamas!

De volta a casa, o maridinho já me aguardava, ansioso para ver a sua esposinha recém fodida, aberta. E de pau feito. E pronto a cair de boca na minha coninha ainda quente e molhada da recente foda. E que língua! E que dedos o maridinho tem! Verdadeiras armas de guerra na qual perco sempre!!!

E que tesão pairava no ar! A vontade de me foder era mais que muita e o maridinho encostou-me à parede, subiu-me a saia e enterrou-se todo duma só vez dentro de mim, molhando e lambuzando o pau, já em preparação para o próximo golpe.

Então besuntou-me o cuzinho um pouco mais, abriu-mo e arregaçou-mo todo com toda a tesão com que estava por mim naquele momento, fazendo-me gritar de prazer.

E os orgasmos começaram-me a assaltar, sucedendo-se em catadupa. Intensos! Deliciosos! Explosivos! Arrasadores! As pernas a tremerem! Os corpos em delírio e tesão! Então entesoei ainda mais o corpo contra o do maridinho e disse-lhe: "Enche-me o cuzinho todo com o teu leite!"

E tão obediente foi! E fodeu! E rebentou-me o cu! E se esporrou todo, jorrando todo o leitinho quente dentro de mim, grunhindo e gemendo que nem uma fera insaciável!!!

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Prazeres solitários

É nisto que dá deixar a esposa, sozinha, em casa, numa tarde chuvosa, sem o marido, com o amante longe...
Bem, sempre se pode ir divertindo com os dedos...
video
Mas também pode entrar em acção um "grande amigo"!
video
Alguém se oferece para trocar de lugar?

domingo, 2 de janeiro de 2011

FELIZ 2011!!!

Desejamos a todos os nossos seguidores e fãs votos de um maravilhoso 2011!

Que todos os vossos desejos e fantasias se realizem!


Não podia faltar a bela da canzana...


Será que lhe dou a provar tão simpático presente oferecido pelo amante Nº1? ;-)