domingo, 7 de novembro de 2010

Cruzamento de blogs

Pois é, tivemos mais um "teste", o último antes do final das férias.Depois de trocas de mail, lá nos conseguimos encontrar pelo msn e falar em tempo real. Foste muito sedutor, palavrinhas meigas e gulosos, num delicioso misto encantador.
Combinámos o cafezinho da praxe num centro comercial em Lisboa; quando lá chegámos, algumas lojas já estavam a fechar, o que nos permitiu irmos conversando mais à vontade. Falámos de tudo um pouco, gostos, apetites, histórias, fantasias, prazeres, etc...
O tempo foi passando e dava para notar que os machos estavam a ficar impacientes, então lá fomos para os carros e seguimos-te até ao teu cantinho acolhedor.
Continuámos a conversa no sofá, mas desta vez mais aconchegadinhos, eu entre os 2 machos, as vossas mãos a começarem a explorar-me pernas acima, o vestido a escorregar, a deslizar cada vez mais para cima.
Os teus dedos procuraram pelo meu canto mais "escondido" e encontraram-me já molhadinha, quente, ansiosa, enquanto eu procurava pelo teu pau teso, duro, com vontade de mim. As roupas começaram a sair, as mãos a explorarem-me mais e mais, a tesão cada vez mais latejante entre os 3. As minhas mamas foram assaltadas por 2 bocas sequiosas, gulosas, dedos já me esfregavam o grelo, deixando-me ainda mais molhada, e aos poucos foram entrando por mim adentro.
Então ajoelhaste-te à minha frente, afastaste ligeiramente o fio dental preto que se interpunha entre a tua boca e a minha cona e começaste a lamber-me, a deixar-me ainda mais molhada do que já estava!
Mas eu também já estava curiosa sobre como serias nu e então decidiste agraciar-me com a visão do teu pau teso, duro, grosso. Até me cresceu água na boca ao vê-lo e abocanhei-o vorazmente, deliciosamente, quase a sufocar. Os teus gemidos continham tanta tesão que só apetecia chupar cada vez mais só para te ouvir e sentir o teu prazer ainda mais pulsante na minha boca!
Então foi a vez de tratar também do maridinho, que se encontrava na outra ponta do sofá, também de pau feito, a ansiar pela minha boca para também o encher de prazer. Entretanto, saíste da sala e voltaste a regressar, já "equipado", e mal resististe à visão do meu rabo apontado para ti. Vieste por trás, lambuzaste-me bem a cona com os meus próprios fluidos e deixaste que sentisse toda a tua fome numa bela canzana!
E que bela entrada foi! Sentir o teu pau todo enterrado na minha cona, sentir-te bater bem dentro de mim, sentir que esse caralho grosso me arregaçava as bordas e, no outro extremo, ter a boca cheia de carne, o pau do marido a foder-me a boca, enquanto me deliciavas a cona com o teu pau a enterrar-se todo em mim!
Realmente, é uma sensação quase surreal sentir-me tão cheia de carne, estar bem aberta e a pedir por mais! Estar a ser bem fodida e a gemer seja pela cona, seja pela boca!
Deslizaste para fora de mim e deixaste que escorregasse para cima do pau do marido e o montasse, enquanto observavas e apreciavas a cena do lado de fora. Mas também querias ser montado, então trocaste com o maridinho e deixaste que a minha cona encharcada te voltasse a engolir o pau por completo, ao mesmo tempo que as minhas mamas te balançavam em frente ao rosto e as ias lambendo.
Por trás, já sentia o maridinho desejoso de me encher o cuzinho e a prepará-lo para tentarmos a tão procurada e desejada dp, mas infelizmente, ainda não foi desta vez que conseguimos. No entanto, o maridinho besuntou bem o meu cuzinho de maneira a enfiar 2 dedos por ele adentro, o que me deu ainda mais tesão, fazendo com que eu me viesse toda no teu pau!
E foi hora da 1ª pausa, para repousarmos um pouco, repor líquidos e trocarmos de divisão.
Foi então que o maridinho se decidiu deleitar com um banquete de rata, deitou-se entre as minhas pernas e começou a mamar-me no grelo como ele tão bem o sabe fazer, como sabe que gosto! E com os dedos a acompanhar, a enterrar, a bater bem fundo na cona, só para eu me vir todinha!
Abriu-me ainda mais as pernas e enterrou-se na minha cona, sem dó nem piedade, cada estocada ainda mais pujante e vigorosa que a anterior! E tu, ali ao lado, o teu pau teso à mão de semear. E à boca. E fui alternando entre o bater-te uma punheta e mamar-te todo, até que eu e o maridinho nos viemos, o leite quente dele a escorrer-me. E vieste logo de seguida para cima de mim, entraste e voltaste-me a foder; a cona só queria caralho, estava desejosa de carne, e satisfizeste-a mais uma vez a fodê-la bem e a deixá-la vir-se ainda mais!
Mas ainda queríamos mais e pediste para eu te montar, ao que acedi prontamente a pedido tão esfomeado perante um pau tão delicioso! Pus-me de costas para ti, virada para o maridinho sentado em frente a apreciar bem todos os ângulos de visão, e deixei-me cair gulosamente sobre o teu pau, saboreando cada centímetro de carne a entrar em mim!
Já há muito que não montava um pau grosso que me roçasse tão bem na coninha molhada e me desse tanto prazer como o teu só quase por entrar a cabecinha, portanto decidi aproveitar ao máximo e foder-te como se não houvesse amanhã! E o maridinho a dar-me o pau dele à boca, ainda com sabor à foda que me tinha dado antes.
Para culminar esta bela noite de tesão, e bem estilo a filme porno, os meus 2 machos do serão deixaram que eu os esfregasse um pouco mais e depois, cada um por sua vez, banharam-me as mamas de leite, deixando-me os mamilos branquinhos da recente esporradela.
Infelizmente, desta vez não temos fotos para mostrar, pois a tecnologia não foi muito cooperante esta noite. Quem sabe da próxima....

Ass: Ela

4 comentários:

Vontade de disse...

Escaldante... deu-me vontade dessas coisas.

MisterCharmoso disse...

Foi mesmo muito bom....beijos e as fotos ficam para a proxima

Lady Dragon disse...

Ele é uma delicia, sem duvida.

Bjs
E.

Anónimo disse...

Que texto delicioso. Que refrescante sentir esta tesão dela, e o prazer que dois caralhos lhe dão. Fiquei absolutamente teso, duro, enorme, cheio de vontade de foder ao ler este texto.

Quase que deu para sentir o meu pau a ser engolido por ela, a ser sugado pela cona toda dela. E imaginar que seria eu na dp, esse momento de prazer extremo, dificil de fazer bem, mas quando funciona dá o máximo de prazer possível à mulher!

E a parte final, a esporra a cair nessas mamas maravilhosas, o branco do esperma nessa cor linda dela.

Que MARAVILHA. E que vontade de estar por aí com vocês!

:-)