domingo, 26 de dezembro de 2010

Amante procura-se! Ou já não...

Dizem que não há uma sem duas, nem duas sem três e à terceira é de vez. Portanto, agora que já atingiste essa meta, já te posso declarar, oficialmente, meu amante!
E tudo isto por já teres tido o privilégio de me saborear e me dares o prazer de também já me ter deleitado contigo por várias e deliciosas vezes!
Pois é, já me encontrei por algumas vezes contigo. De início, começámos como sempre, conversa no msn, palavrinhas encantadoras e gulosas, posterior troca de contactos e após algumas tentativas para marcar café, lá conseguimos "encaixar" horários para nos vermos cara a cara.
Em tom de brincadeira, tinhas-te apresentado por telefone como baixinho, gorducho, careca. Mas o certo é que, ao vivo, não és baixo nem gorducho e o careca é mais uma opção pessoal do que força da natureza.
É claro que a melhor surpresa foi o teu pau (por mais que se mostrem fotos, nada é melhor do que uma carne tesa e dura bem à frente dos nossos olhos, a latejar de vontade)! E que bem que soube sentar-me em cima de ti, sentir-te entrar centímetro a centímetro, toda eu engolir-te e deixar-me ser enterrada por ti!
Mas melhor soube quando te encaixaste à minha frente, me escancaraste as pernas e me fodeste ainda mais, batendo com toda a tua tesão na minha cona e misturando o som dos meus gemidos com as tuas fortes encavadelas, até me fazeres vir toda!
Da 2ª vez soube ainda melhor, pois o maridinho também esteve presente. Ou seja, toda a deliciosa tesão dos trios estava bem palpável nos meus dois machos gulosos, tal como eu também estava cheia de tesão e ainda melhor o demonstrei, quando te abocanhei o caralho teso, ao mesmo tempo que o maridinho se colocava a jeito para me encher a coninha.

Mas estavas sedento da minha cona e fizeste-me montar essa tua verga tesa, agarrando-me bem nas bochechas do rabo para me puxares ainda mais para ti e entrares mais; as vossas mãos e bocas devoravam-me as mamas; a minha cona engolia o teu pau e as minhas mãos esfregavam o teso pau do maridinho!
E mais uma vez tentámos a tão desejada dp, tu por baixo encavado na minha cona encharcada e o marido a tentar encaixar no cuzinho, já anteriormente besuntado por ti. Mas o teu pau saltou para fora da cona, quase ao mesmo tempo que o maridinho encaixava a cabeça do pau no meu buraquinho apertado, proporcionando-me de imediato um fantástico orgasmo!
Novamente a dp passou para segundo plano, pois o meu cu foi mais forte e continuou a vir-se e a vir-se, deixando-me ofegante com tanta tesão e prazer e fazendo o maridinho encher-me toda de leitinho quente!

E da 3ª vez, lá me conseguiste apanhar bem a jeito para me dares com todo esse teu caralho teso com ainda mais força que até então na cona.


Mas melhor ainda foi quando me puseste de 4, me abriste bem as pernas e me deste tão deliciosa e incansável canzana! Até o sofá saiu do sítio! Mas nada disso importou naquela altura.

O único que interessava era sentir-te deslizar por mim adentro, engolir o teu caralho todo, escancarar a cona para te enterrares com força, querer receber-te em toda a tua pujança de macho guloso! E que bem me agarraste, e me fodeste, e me fizeste gemer, e me fizeste vir! Como um amante deve fazer para satisfazer a sua fêmea no cio!

5 comentários:

1000 festinhas disse...

Bela fodinha cheia de prazer a 3, é muito bom...

brunozeus disse...

excelente. adorei e ainda vamos ter mais historias destas.
beijao do teu amante
brunozeus

EleEla disse...

Quem diz que 3 é multidão... Nada disso, é muita tesão!!!

bomamigo disse...

Bem bonito...
Continuem!!!

mike disse...

Bela prosa. Descreves estas situações de modo exemplar. Mesmo para dar pau! Continuem!
Mil